Formatura aconteceu nesta sexta-feira (14) e contou com autoridades como o governador e o secretário da segurança - Foto: Divulgação
publicidade

Em uma profissão de risco como a de policial militar, que exige coragem e força, ser policial e mulher é motivo de muita honra.

A mais nova soldado PM Letícia de Brito, que se formou nesta sexta-feira (14), teve a maior nota entre os mais de 1,1 mil soldados na formatura da Polícia Militar.

Acompanhe o Guaçu Agora nas redes sociais: curta a página no Facebook e siga o perfil no Instagram

Ela afirma que nunca duvidou de sua capacidade nem da de suas colegas. “Nós mulheres somos tão capazes quanto os homens. Temos dedicação e muita capacidade de vencer. O segredo é não duvidar. Se é um sonho, temos que ir atrás”, enfatizou a soldado de Brito.

A formatura da Polícia Militar ocorreu na Escola Superior de Soldados, em Pirituba, na zona norte de São Paulo e contou com autoridades como o governador do estado, Tarcísio de Freitas, e o secretário da Segurança Pública, Guilherme Derrite.

A mãe da nova policial se emocionou ao ouvir o nome da filha como a primeira colocada da turma. “É uma grande conquista. Espero que ela sirva de exemplo para outras mulheres que têm o sonho de entrar na polícia”, disse.

O que motivou Letícia, de 26 anos, a estudar e se dedicar tanto para se destacar entre a turma foi a família. Ela explica que, quem passa como primeiro da turma tem a oportunidade de escolher o batalhão e a região onde irá trabalhar, caso tenha vagas. Por isso, escolheu ficar perto da família, em Limeira, no interior do estado.

Durante a formatura da Polícia Militar, o secretário da Segurança Pública destacou o trabalho da Polícia Militar no combate ao crime organizado. Agora, com um novo efetivo formado, o objetivo é ter ainda mais força para combater a criminalidade.

“A Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, não são só exemplos para todo o país, mas também são a última barreira que existe entre o crime organizado e a sociedade”, destacou.

O governador motivou os novos soldados 2ª classe ao pedir que “eles não parem por aí” e que “continuem estudando”. “A formatura representa uma imersão em um túnel do tempo. É de hora pensar no passado, presente e, principalmente, no futuro”, afirmou. “Chegar até aqui não foi fácil, é concorrido e o treinamento é duro, mas sei que estão prontos para transpor vários obstáculos”, concluiu.

Esta é a terceira turma de soldados 2ª classe que se formam na atual gestão, totalizando mais de 2,1 mil novos policiais com essa patente.