Franciane se emocionou ao relatar o drama vivido no final de semana - Foto: Reprodução
publicidade

Nesta terça-feira (30) a guaçuana Franciane Andrade, de 23 anos, publicou em suas redes sociais um relato afirmando ter sido vítima de estupro no final de semana, durante a presença no Rodeio de Jaguariúna.

A estudante que já vinha postando alertas aos eventuais frequentadores da festa que segue acontecendo até sábado (04) de que teria sido dopada durante o evento, voltou a se manifestar, agora em posse do resultado de um exame de corpo de delito realizado no IML (Instituto Médico Legal) confirmando a violência sexual.

O relato foi feito por meio de vídeo, onde deu detalhes do resultado do exame e expor seu sentimento. “Ele (médico) constatou que realmente houve estupro, mas ele não sabe me dizer se foram um, dois ou três… Eu tô arrasada, que dor estou sentindo. Inconsciente, sem ver quem era”, declarou a estudante.

Ainda segundo ela, o caso aconteceu enquanto a mesma estava inconsciente. A suspeita é que a jovem tenha sido dopada por alguma substância que a fez perder a consciência.

“O médico disse que pode ter sido bala (droga sintética) ou ecstasy e eu nunca usei nada desse tipo. Foi um baque muito grande no meu organismo”, relatou.

O Boletim de Ocorrência já foi registrado pela jovem e o caso foi encaminhado pela DDM (Delegacia de Defesa à Mulher) guaçuana para a Polícia Civil de Jaguariúna, onde o crime teria sido praticado.

Os organizadores do Rodeio de Jaguariúna emitiram uma nota oficial sobre o caso. De acordo com o documento, Franciane e se colocou a disposição para oferecer qualquer auxílio.

O documento também frisa que está colaborando com a polícia para tentar identificar os autores do crime, além de contar com um aparato de 53 câmeras e 400 seguranças.