Atuação dos policiais militares foi fundamental para evitar o pior - Foto: Divulgação
publicidade

Graças à intervenção de policiais militares, um caso de violência doméstica não terminou em tragédia na noite deste domingo (05), na Rua José de Araújo, no Jardim Vitória, depois que um homem de 51 anos fez sua companheira refém e passou a atentar contra a vida da mesma.

Segundo a PM (Polícia Militar), o chamado inicial apontava para um caso de desinteligência, porém com a chagada das equipes, os policiais perceberam que a situação se tratava de um caso mais delicado.

O homem foi encontrado no quintal da residência fazendo a mulher de 35 anos refém com uma faca em seu pescoço e efetuando ameaças de assassiná-la.

Depois de isolar o local, o cabo Alan tomou a frente das negociações junto ao homem que demonstrava estar sob o efeito de álcool ou drogas.

Acalmando o rapaz, após cerca de dez minutos de conversa o policial conseguiu convence-lo e libertar a mulher e se entregar sem maiores problemas.

Após contido, o homem foi conduzido à CPJ (Central de Polícia Judiciária), onde a autoridade presente determinou sua prisão por ameaça e lesão corporal. Além da faca, um simulacro de arma de fogo encontrado no local também foi apreendido.

Já a mulher, foi encaminhada para atendimento médico em razão de alguns ferimentos leves no pescoço e posteriormente liberada.

A ocorrência foi atendida pelos PMs cabo Raymundo e soldado Kaetsu, com apoio dos policiais sargento Charles, cabo Garcia e soldados F.Pozzer e Caroline.